Mateus

Mensagens no Sermão do Monte. (Pregadas em 2008)

“Bemaventurados os pobres em espírito, pois deles é o Reino dos céus”. (Mt 5:3)

Introdução: Você já notou que assim que nós conseguimos encher o nosso copo de felicidade e pensamos “agora eu vou curtir”, vem alguém com seu cotovelo e faz com que derramemos a felicidade? A felicidade pode ser uma coisa ilusória. Eu não sei como medir isso, mas estudos dizem que apenas 20% dos americanos dizem ser feliz. Para algumas pessoas a felicidade foi derrubada pelo cotovelo de alguns, para outros, a felicidade nunca pode ser derrubada.

Você está tendo dificuldades de ser feliz? Então essa mensagem é pra você.

1 – Algumas considerações sobre o sermão do monte.

Hoje nós vamos olhar para o que nós chamamos de o sermão do monte, e na verdade, você pode olhar para ele de duas formas: 8 passos para a felicidade de acordo com Jesus ou o perfil psicológico do cristão.

Se por um lado Jesus sempre começa o sermão do monte falando “bem-aventurado”, e isso significa mais que feliz, por outro, o sermão do monte é o retrato do caráter do cristão. São as atitudes abençoadas que eu e você temos de ter que nos levarão a ter a verdadeira felicidade. Não é possível ter felicidade a qual o sermão do monte promete, sem ter o caráter o qual ele traça.

2O que as pessoas pensam que pode dar felicidade? 

Eu quero que você complete uma frase pra mim. Eu seria muito feliz e satisfeito se eu tivesse……………….?

O que você respondeu revela muito da sua crença.

Para alguns o sofrimento pode dar felicidade. Nas Filipinas eles têm o costume de se crucificarem. Para outros a pobreza pode dar felicidade, como achava São Francisco de Assis. Pode ser também a fama, o poder, grana, prazer mundano, ter muito conhecimento, títulos e outras coisas mais.

A questão é que Jesus mostra um caminho muito diferente desse. Você tem de escalar esse monte para o elevado nível que você deseja. Contudo, uma coisa é preciso entender: você nunca poderá fazer isso só porque não temos nada, precisamos ajuda.

2 – Como a sociedade vê o sermão do monte. 

A sociedade hoje reinterpreta o sermão como: bem-aventurados os ricos, os famosos, os inteligentes, os que nasceram em países ricos. Mas Jesus fala o oposto. Como é que alguém que é pobre espiritualmente pode ser feliz?  Aliás, a sociedade nos ensina que temos que nos impor, sempre dar a impressão de sermos fortes.

Vivemos em um mundo no qual se vive um culto a autoexpressão. Pessoas com personalidade forte são as que vão para frente.

3 – que é que nossa sociedade pensa ser pobre de espírito

As pessoas pensam que ser pobre de espírito é uma coisa a ser evitada, é algo ruim. Uma atitude que não vai ser abençoada. Pensam que ser pobre de espírito conduz ao desespero. Para a sociedade, ser pobre de espírito é ser depressivo, fraco, tímido, passivo , não sendo possível obter alegria a partir desse estado.

Nietzsche disse: “Afirme o seu eu. Pense em você e não cuide de nada exceto de você. O único vicio é a fraqueza, a única virtude é a força.” Seja forte, seja um Superman, o mundo é seu se você puder pegar. Vive-se hoje o culto a autoexpressão.

4 – O que não é ser pobre de espírito?

Não significa um indivíduo sem cultura, estudo, uma pessoa tímida, alguém que não se expressa ou um sujeito que está com depressão.

5 – O que é um pobre de espírito?

A palavra grega é mais forte que a palavra pobre, ela nos passa a ideia de um mendigo. Os pobres são pobres porque precisam pedir, mas a pobreza a qual Jesus está falando é a pobreza espiritual. É muito importante ter isso em mente.

Os pobres do sermão do monte reconhecem a situação espiritual deles diante de Deus e dependem Dele e por isso, precisam de suprimentos espirituais.

Eles são humildes quando pedem: Eles precisam pedir para não morrer. Você pode ser bem educado e ser espiritualmente ignorante. Pode ser financeiramente seguro, e ser espiritualmente falido. Ser o presidente de uma companhia e estar na fila do desemprego espiritual.

Os pobres de espírito sabem que estão espiritualmente falidos: O  evangelho declara que você e eu estamos falidos espiritualmente. Não podemos fazer nada para ir  para o céu. Não podemos fazer nada para pagar nossas dívidas para com Deus. Por esta razão é que Jesus morreu por nós apesar de ainda sermos fracos, ou seja, sem termos nenhuma capacidade própria de nos salvar. O evangelho declara que o mundo todo está falido. Se você compra uma passagem para São Paulo, é preciso pagar. O problema é que não temos como pagar a passagem para o céu, só Jesus pode. Sendo assim, a morte Dele é o pagamento da nossa passagem para o céu.

O que realmente chama a nossa atenção aqui é que Jesus está dizendo que ser pobre de espírito é uma característica que vai nos fazer feliz.

O pobre de espírito reconhece que sem Cristo não pode fazer nada. Ele reconhece que não é Deus. Você não é Deus. 

Ser pobre de espírito é reconhecer que sem Jesus não somos nada. Não podemos fazer nada e não temos nada!

O que fazer então?

I – Primeiro, é preciso perceber sua situação.

II – Segundo, é necessário entender que não há nada em você que te recomende a Deus.

Quais as pessoas que Deus está procurando?

“Porque a minha mão fez todas estas coisas, e todas estas coisas foram feitas, diz o Senhor; mas eis para quem olharei: para o pobre e abatido de espírito, e que treme da minha palavra”. (Isaías 66:2)

Essas são as pessoas que Deus está procurando. 

Você já chegou numa situação em que tentou seguir a Jesus por suas próprias forças, pelo seu próprio conhecimento e sabedoria e se deu conta de que isso é difícil? Quando tentamos fazer isso, nós descobrimos que isso não funciona. Quando achamos que por nós mesmos podemos seguir a Jesus, nos sentimos exaustos porque nosso poder não é suficiente, nem nosso conhecimento. Tenho uma palavra pra você, pobreza de espírito começa quando você percebe que não tem como viver por sua conta, com seu conhecimento, por suas forças. Precisamos reconhecer que se Deus não nos encher estaremos para sempre vazios e que sem a verdadeira pobreza de espírito nós nunca entraremos no reino dos céus.

Moisés. Quando Deus deu uma missão para Moisés, ele logo disse: “mas Senhor, quem sou eu? Tenho dificuldade no falar e eu acho que o Senhor escolheu o cara errado. Eu sou um nada”. Ele estava reconhecendo que não era nada diante de Deus. No entanto, Deus se indignou com ele, não pelo fato de ele reconhecer que não ele era nada, mas pelo fato de ele pensar que Deus não tinha todo poder para fazer tudo. Neste caso você não vê Deus dizendo como os conselhos de autoajuda: “Moisés acredite em você cara, você pode, você é um cara culto”. Não, Deus diz: “Moisés quem fez a boca? Eu estarei com você”. A presença de Deus é que faz a diferença.

Qual a promessa? Porque deles é Reino do Céus. ”

Os romanos acreditavam que se uma pessoa fosse rica em vida, seria rica na eternidade. Se fosse pobre em vida, o mesmo aconteceria na eternidade. Bem, Jesus vai contra esse pensamento ao dizer que o Reino de Céus seria por direito aos pobres. Mas o que é o Reino dos Céus? É a esfera onde Deus reina e controla. Se ele reina no seu coração, você está no reino de Deus.

Hoje, agora. Essa é a precondição para ter o reino dos céus. Onde Deus reina ali é o reino dos céus. Esse conhecimento da nossa pobreza espiritual abre as portas para que Deus nos guie, nos controle. Para que ele nos de novas habilidades, forças. Sem essa humildade e dependência de Deus você nunca entrará no céu.

“Bem aventurados os que choram” . Mt 5:4

Vimos a semana passada que você será feliz quando perceber a sua falência espiritual. Você não é Deus, e por isso você precisa de Dele, porque você não é Ele. Quando você vive a sua vida sem depender Dele é porque você esta achando que é Deus.

Na pobreza de espírito nós percebemos que não somos Deus, e que Ele tem poder para controlar minha vida.  

Falamos também sobre nos humilharmos diante de Deus e saber que não temos nada que nos recomende a Deus. Pois Deus é rico e nós, pobres de espírito. Vimos ainda que os pobres de espírito sabem que não são deuses.

Hoje daremos continuidade ao nosso estudo, e veremos como é que podemos ser feliz, satisfeitos e abençoados: Felizes os infelizes!

Como podemos encontrar felicidade na tristeza? É um estranho lugar de se encontrar felicidade. Jesus, desse modo, está dizendo que podemos encontrar a felicidade onde há o choro. Há uma benção escondida no choro. As pessoas as quais Jesus fala, choram por causa da tristeza. Então posso ler o versículo da seguinte maneira: bem-aventurados os tristes.

Isso é exatamente o oposto do que o mundo ensina quando diz “Feliz são aqueles que riem e se divertem”.

Mas Jesus coloca a coisa de maneira contrária: “Felizes os que são tristes.”

Temos muitas coisas para chorar, como:

  • Morte;
  • Doenças;
  • Decepção;
  • Mágoas.

A vida é cheia de dor, a tristeza faz parte da vida.

Há um tipo de lamento, tristeza que é própria.

Morte. Isso é normal. Choramos por isso. Davi e seu amigo.

Minhas lágrimas são meu alimento. Sl 42:4

Desencorajamento e lágrimas. Timóteo

Um tipo de lamento, choro, que é mal.

Amnon. Porque não conseguia possuir uma mulher.

O rei e a vinha. Chorou causa de uma vinha.

O choro, ou o lamento que Jesus fala é o lamento pelas coisas erradas que fazemos. Nossos deslizes.

A tristeza pelos nossos pecados. 

As pessoas não tem entendido que precisam ser convencidas do pecado antes que possam experimentar alegria.

“Você jamais irá experimentar a verdadeira alegria sem arrependimento”.

Muitos querem alegria independentemente da convicção do pecado.

O tempo verbal dessa palavra “choro” nos dá uma ideia de uma ação contínua. Devemos continuamente, dia a dia, lamentar pelos nossos pecados, sem essa tristeza santa, não haverá a alegria cristã.

Você precisa se conscientizar dos princípios malignos que existem em você. É preciso perguntar a você mesmo: O que me leva a agir dessa maneira? Por que me deixo irritar tão facilmente? Por que tenho tão mau comportamento? Por que mantenho esses pensamentos maldosos, invejosos e ciumentos na mente? O que está havendo comigo?

Você descobre o seu conflito e termina por odiar sua condição chorando por causa dela. É algo inevitável.

Se eu lamento por causa desses defeitos, eu estou realmente chorando espiritualmente.

O segundo passo para a felicidade é chorar, lamentar.

Ter tristeza pelo pecado, conhecer a você mesmo, reconhecer que somos falidos, que somos nada, então choraremos.

Lamentar também pelos pecados dos outros, pelo estado do mundo, quantas pessoas se destruindo, temos que lamentar, chorar e pedir a Deus que mude tudo.

Como ficamos sabendo semana passada sobre nossa falência espiritual, que não somos nada, que não há nada em nós que nos recomende a Deus, então o contexto nos ajuda a entender que choro Jesus fala. Ela está falando daquelas pessoas que choram por causa de sua pobreza espiritual, por causa de seus pecados pessoais; esses são os que serão abençoados por Deus.

Todo o sermão do monte fala sobre coisas espirituais. Aqui o que está em foco é um lamento espiritual, um choro espiritual. Tristeza, que você e eu devemos sentir.

Você já conheceu alguém que está em pecado e ao conversar com a pessoa e falar do pecado, ela nem sequer lamenta e nem percebe que o seu pecado está ofendendo aquele que nos ama mais do que tudo?

Você não pode olhar para você como um pecador e olhar para Jesus e não lamentar, não chorar.

A igreja hoje

Uma das coisas que nós podemos ver na igreja hoje é que existem muitas pessoas que querem se sentir bem. Eles têm um conceito superficial da alegria e um conceito superficial do pecado, produzindo assim um crente superficial.

Jesus falou que se teu pé te faz pecar, corte-o, e isso vale também para demais membros do corpo. Jesus nos fala de uma amputação radical. A coisa é séria.

Um amigo me ligou um dia me dizendo que estava muito triste por ter saído com uma garota de programa. Ele disse que tinha chorado muito e eu disse pra ele, graças a Deus irmão que você chorou. A tristeza santa tem que fazer parte da nossa vida, se nós não lamentamos pelos nossos pecados, não choramos pelos nossos pecados, provavelmente não somo salvos. Porque quando lamentamos, choramos, pelos nossos pecados, isso nos move a ser melhores, quando colocamos os olhos em nós, choramos, e isso nos faz colocar os nossos olhos na graça de Deus.

Jesus diz, “Feliz você que chora, lamenta, sente tristeza pelos seus pecados”. Por quê? Porque essa tristeza conduz ao arrependimento e depois disso a salvação.

No Salmo 51 Davi diz a Deus, “Me devolva a alegria da salvação, eu não me sinto feliz”.

O que o sermão do monte faz é nos mostrar a nossa verdadeira situação, somos colocados de frente com Deus. Deus deseja nos colocar face a face com quem nós somos para que ele mesmo possa nos mudar e sermos o que ele quer.

O que eu tenho que fazer?

1 – Pense quando for pecar, que o pecado vai aos poucos tirando a sua capacidade de lamentar, além de roubar sua alegria. Quando errar lamente, se você chorar pelo seu erro amém, isso será um bom sinal. Fique preocupado se você não chorar, porque Jesus diz: “Feliz você que chorar por causa da sua condição”.

2 –  Tenha o mesmo sentimento de Deus em relação ao pecado, pois Ele levava isso tão a sério que teve que mandar Jesus. Na cruz Deus está mostrando para nós como ele vê o pecado. Deus está falando para a humanidade que o pecado é coisa séria e faremos bem em correr do pecado.

3 – Se você não sente uma tristeza quando peca, por ver que está longe de Deus, você tem problemas. Porque, todo aquele que é salvo irá sentir essa tristeza. Não quero que você apenas se sinta bem, mais que isso, quero que você entenda que o pecado é coisa séria, e que precisamos mesmo lamentar.

Quando foi a última vez que você lamentou por algo que fez errado contra Deus?

4 – Tiago diz “4 : 7-10. Olhe o que Tiago ordena.

7 Portanto, submetam-se a Deus. Resistam ao Diabo, e ele fugirá de vocês. 8 Aproximem-se de Deus, e ele se aproximará de vocês! Pecadores, limpem as mãos, e vocês, que têm a mente dividida, purifiquem o coração. 9 Entristeçam-se, lamentem-se e chorem. Troquem o riso por lamento e a alegria por tristeza. 10 Humilhem-se diante do Senhor, e ele os exaltará.

Depois do choro vem o consolo.

Serão consolados. 

Quais são as pessoas que serão consoladas de acordo com o nosso texto? Somente aqueles que choram. Aqueles que reconhecem que são nada, que são impuros, que são imperfeitos. O que você precisa perceber é que o homem que chora por causa de sua situação diante de Deus será feliz. Como? Porque essa pessoa chora, ela irá se arrepender. Ela já começou a se arrepender.

Sem tristeza não pode haver alegria. Você será consolado por Deus aqui, pelo Espírito Santo aqui, por saber que Deus perdoa seus pecados não importa qual. Você tem que dizer: “Deus controle minha vida porque eu não consigo lidar com aqueles problemas”. Então você ira experimentar a felicidade.

O consolo também é apresentado como um consolo do céu. Deus irá nos consolar.

A palavra consolo significa paracletos, nós seremos consolados por Deus, hoje e no futuro. O nosso consolo é saber que Deus nos ama. Que Ele está interessado em nós, que Ele é amor. Que Ele pode lidar com nossos problemas, que Ele existe e que ainda que eu me desvie, Ele continua a me amar. Que Jesus voltará, esse é nosso consolo.

Mt 5:5 “Bem aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra.”

Texto: Mt 5:5

Introdução: Todos nós buscamos a felicidade. A motivação por detrás de todas as nossas escolhas está a busca da felicidade. Se alguém se mata é porque quer ser feliz, se alguém se casa é porque quer ser feliz, se vai ou se sai da guerra, ou se separa. Por detrás de todas as nossas escolhas está a busca da felicidade. Então nós olhamos o sermão do monte e Jesus nos ensina como ser feliz. Qual o segredo de ser feliz? Ele diz: “Bem aventurado os mansos”. Felizes, os que são mansos. Hoje se você diz que alguém é manso pode até ofender, porque há um sentido de que ser manso é ser folgado.

Manso é “a pessoa que dá uma resposta macia a uma pergunta áspera”.

Mansidão significa poder sobre controle.  Descrevo a seguir cinco maneiras de você controlar suas reações. 

1 . Quando alguém te serve, seja compreensível e não exigente.

Muitas vezes, por estarmos pagando uma pessoa, achamos que ela tem obrigação de nos servir na hora, sem demora. Muitas vezes não temos paciência com aqueles que nos servem. Eu estou pagando, ele tem que ser rápido. Quando vamos a um restaurante, ou um lanche, pit dog com a turma da igreja, qual é a reputação que deixamos?

Muitas vezes temos a reputação de sermos exigentes, ao invés de compreensíveis. Ao telefonar para fazer uma reclamação, somos mansos, nos controlamos ou aproveitamos o momento pra descarregar nossa ira em cima do pobre coitado que está do outro lado que é pago pra falar o que a empresa manda. Ele tem que me servir, eu pago o telefone.

2 – Quando alguém te decepcionar, seja gentil e não juiz. 

Romano 14:1 diz: aceite as pessoas que são fracas;

Às vezes quando alguém sabemos que alguma, e avisamos pra alguém , daí, quando algo acontece de errado, falamos, eu disse pra você, eu sabia, eu não teria feito isso, só um mané pra fazer isso. Seja gentil quando alguém te decepcionar.

Não é errado estar certo, o errado é agir da forma errada ao estar certo. Porque quando eu estou certo, a tendência é deixar de olhar para o outro como meu semelhante, e assim, estando certo, meu eu cresce, e a tendência é não amar o irmão que também peca.

3- Quando alguém discorda de você, seja carinhoso, sem deixar de ser você. 

O fato é que você não pode agradar a todos. Quando você agrada um você pode desagradar outro. Às vezes somos legais para uns e outras vezes somos antipáticos. Você precisa aprender a ser carinhoso sem deixar de ser você. O teste da maturidade é quando você lida com as pessoas que não concordam com você, pessoas que se irritam com você, pessoas que contradizem você, pessoa que gostam de questionar você, que gostam de contender com você. Há três alternativas para você:

A – Você pode retrair com medo;

B – Você pode atacar com ira;

C – Você pode responder em amor.

Mansidão não é comprometer suas convicções. Você pode ser carinhoso sem deixar de ser você mesmo. Não é ser passivo, ser um porteiro, desistir, sempre deixar que as pessoas façam as coisas da maneira delas. Isso não é mansidão. Isso é fraqueza.

Às vezes alguém discorda de nós e reagimos com ira porque queremos provar que o outro está errado. Às vezes uma briga começa por queremos provar que estamos certos.

Pessoas que sempre querem ganhar uma briga, uma batalha, tem problemas com o ego. Mansidão é gentileza, poder sobre controle.

Se você gosta de contendas, se você gostar de bolar argumentos para deixar o outro calado, você tem um problema com o ego. Jesus diz que feliz aquele que é manso, porque ele é carinhoso, sem deixar de ser ele mesmo. Mansidão é aprender a discordar de maneira agradável.

Quando as pessoas discordam de você, você pode lutar com unhas e dentes, dar um golpe nelas, lutar ou ser sarcástico. Outra alternativa é você responder em amor, uma gentil resposta.

Eu tenho que ensinar com mansidão aqueles que querem saber no que cremos como diz em 2 Tm. 2:24.

Então nós precisamos aprender a não sermos exigentes com as pessoas que nos servem, aprender a sermos gentis, não encrenqueiro, não ser juiz. Precisamos aprender a ser carinhoso sem deixarmos de ser nós mesmos quando alguém discorda de nós.

4 – Quando alguém corrigir você seja ensinável e não arrogante. 

Mansa é uma pessoa que aprende quando alguém o corrige. Eles aprendem rápido e não pretendem saber tudo. Eles reconhecem que não sabem tudo e nem tentam passar essa impressão de que sabem.

Tiago 1:9 diz que “Seja rápido pra ouvir, e lento para falar, e lento para se irar”. Este verso é um dos meus favoritos. Ele nos diz como controlar nosso temperamento. Se você é lento pra falar e rápido pra ouvir, então você vai ser lento pra ser irar. Mas se você é lento pra ouvir e rápido pra falar, então você vai ser rápido pra se irar. Você precisa ouvir. Deus te deu dois ouvidos e uma boca e Ele quer que você use na mesma proporção.

Quando alguém faz uma sugestão construtiva, como você reage? Você se defende? Mansos não tem todas as respostas.

Você esta aberto para novas idéias ou está fechado?

Você está aberto para mudanças ou está fechado?

Eu sempre fiz assim não é. Então. Uma pessoa mansa, quando alguém a corrige, ela é ensinável.

As pessoas mais sábias que eu conheço são as mais ensináveis. Um homem chamado Will Rogers disse que ele nunca conheceu alguém que nunca gostou. Isso porque ele disse que podia aprender de todos. Ele diz que honestamente nunca conheceu um homem que não pudesse aprender com ele.

Todos vocês aqui podem me ensinar. Todos nós somos ignorantes em alguma área. Precisamos aprender uns com os outros.

Olha quando eu estou com alguém que eu admiro, algum pastor, eu pergunto. Esse é o segredo. Quando estou na sala de inglês, eu pergunto. Pergunte, esse é o segredo da inteligência. Qual o livro que você mais gostou de ler. Eu vivo perguntando.

Você pode aprender de crianças. Eu sempre pergunto a elas algumas coisas para ver o que elas pensam. Você pode aprender com elas. Você pode aprender com seus inimigos. Seu maior critico pode te ensinar. Deus pode usar uma pessoa para acabar com você, te criticar, para te ensinar. Para te fazer mais sensível em algumas áreas.

Conta-se a história de um professor judeu que sempre era contestado por um ateu, um dia o ateu morreu e seus discípulos o viram triste. Disseram: Por que o senhor está tão triste? Ele disse: É porque agora não terei a oportunidade de crescer.

Uma pessoa mansa é compreensível, não exigente; gentil, não juiz; ensinável e não arrogante. 

5 – Quando alguém magoa você, seja um ator  e não um reator.
Tome a iniciativa. Rm. 12 :17-21 diz “não pague mal por mal. Vença o mal com o bem”. 

Um fato da vida é que você vai ser magoado. Você vai ter mágoas na vida. Outras pessoas vão fazer isso, intencionalmente ou não. A questão da Mansidão é como você vai reagir. Qual é sua normal reação quando as pessoas te magoam.

Você paga com a mesma moeda? Nós gostamos de usar essa frase, vou pagar com a mesma moeda. Somos criativos para fazer isso né! Usamos os nossos melhores métodos para pagar com a mesma moeda. Pagar com a mesma moeda é a sua reação. RE. Ação. Mas responder com amor, não; perdão não é reação, mesmo quando  a pessoa não pediu perdão, é ação. Tomar a iniciativa.

Jhon Powel, escritor,  disse que estava andando com um amigo que sempre pegava o jornal e o jornaleiro era grosso. 

Esse cara é sempre grosso? Seu amigo disse sim. E você sempre educado? Sim. Porque eu não vou deixar que ele estrague o meu dia. 

Um homem cientista negro chamado Booker T. Whashington, sempre enfrentou preconceito nos USA, ele disse “ Eu nunca vou permitir que outro homem controle minha vida ou arruíne minha vida me fazendo ficar com ódio dele. 

Quando você diz , “você me fez mal”, você está admitindo que ele está controlando as suas emoções. A outra pessoa tem o poder de controlar suas emoções. No momento que você paga com a mesma moeda, você dá o controle da sua vida para outra pessoa. Você esta reagindo e não agindo. Isso é fraqueza, quando você reage, aí sim você está sendo fraco.

Jesus diz que o manso sabe como se controlar.

Moisés é o mais claro exemplo disso.

1 – Ele foi criticado e insultado;

2 – Casamento com Zipora;

3 – Ele não se defendeu;

4 – Deus deu o que ela merecia;

5- Deus sempre faz melhor que nós;

6 – Moisés não disse uma palavra.

MANSIDÃO É A HABILIDADE DE LIDAR COM A MÁGOA SEM PAGAR COM A MESMA MOEDA.

A  melhor definição de mansidão está em Provérbios 16:32: Aquele que é lento para se irar é melhor do que uma cidade conquistada.

O que é que determina sua emoção? Você pode controlar suas emoções ou alguém faz. Suas emoções são controladas pelo seu caráter ou pelas circunstâncias, um dos dois. A escolha é sua.

Você me entristeceu. Me sinto mal, você me fez mal. Circunstâncias estão controlando seus sentimentos. Eu escolho ser feliz. Eu escolho não ser deprimido. Alegria é uma escolha. Suas emoções pelas suas escolhas. Mansas são pessoas controladas, as que controlam suas reações.

Jesus promete algo nesse verso. Ele diz que os mansos herdarão a terra. Tem herança.

Ele diz “FELIZ SÃO AQUELES QUE CONTROLAM SUAS REAÇÕES, PORQUE ELES VÃO HERDAR A TERRA.

O que significa isso? Significa que você vai controlar a situação. O mundo é seu. A pessoa é que controla suas emoções, o mundo é dela. Ela controla a situação porque ela não é controlada por elas. Se você é uma pessoa mansa, você não é uma vítima. Você controla suas escolhas.

Como é que eu escolho reagir com as pessoas que me magoam.

Jesus disse que felicidade pertence as pessoas que tem auto controle. Você diz “Eu não posso controlar minhas emoções, eu não posso controlar meu temperamento. Eu não consigo me segurar. Muito bem eu sei de alguém que pode te ajudar a se segurar: o Espírito de Deus.

O Espírito de Deus nos enche de amor, alegria, paz, autocontrole. O fruto de espírito, o ultimo na lista de Paulo em Gálatas, é domínio próprio. Deus quando coloca o Espírito Dele em alguém ele não quer que esse pessoas seja covarde, mas Ele dá amor, poder, domínio próprio.

O segredo de auto controle é deixar que o Espírito de Deus nos guie, momento a momento. Ele vai quebrar os maus hábitos.

Jesus é o nosso exemplo de mansidão mesmo na cruz. Ele poderia ter pedido a Deus e aos anjos e ter acabado com seus inimigos, mas Ele não fez. Mas Ele tinha o poder controlado pelo amor. Isto é alegria, quando você se controla.

Por que ser manso?

Porque isso traz Glória a Deus. (Mt 5 :17)

Porque isso atrai as pessoas para Deus.

Porque isso me dá alegria.

Porque eu ganho o mundo com isso.

Porque o mal só se vence com o bem.

Porque sendo manso estaremos contribuindo para que a maldade , a grosseria, a estupidez seja reduzida,

Porque Jesus disse que eu vou ser feliz se eu assim agir.

Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça.  v.s.6 

Como encontrar satisfação na vida.

Introdução: Muitas vezes nós vamos de um lugar para o outro, em busca de satisfação. De relacionamento a relacionamento,  de um shopping para o outro. Aliás muitos crentes, gastam mais tempo indo ao shopping do que indo aos cultos. E nós tentamos, tentamos e não conseguimos achar satisfação. Muitas vezes até recorremos ao espiritual, procuramos por algum pregador na loja de cd, por uma banda gospel ou surfamos na net em busca de algo que posso nos dar um milagre. Talvez alguém tenha uma carta escondida na manga.

Sentimos que alguma coisas está errada. Sentimos que não temos satisfação. Por que há tantas pessoas com depressão? Tantas pessoas se drogando? Tantas pessoas deprimidas? Tantas pessoas se sentindo mal ?

Blaise Pascal dizia que por detrás de todas as nossas atitudes existe uma motivação, a busca da felicidade. Quem se mata, faz isso para achar felicidade; quem se divorcia, faz porque quer ser feliz; quem se casa, vai pra guerra, evita a guerra, faz porque quer ser feliz. A busca da felicidade está por detrás de todas as nossas ações. Tem sido assim durante toda história do homem. Nós queremos felicidade. Ninguém quer ser miserável, ninguém quer ser infeliz. Todos nós estamos procurando por felicidade. Todos nós queremos satisfação. Todos.

Contexto: Vimos no sermão do monte, que Jesus nos ensinou sobre nossa falência espiritual, depois sobre nosso lamento e depois sobre nossa mansidão, aquelas pessoas que conseguem ser gentis com outras e que conseguem lidar com as mágoas e ofensas sem pagar com a mesma moeda. Então nessas três bem-aventuranças vemos que Jesus está falando sobre o que você é. Agora ele passa a fala sobre o que você faz. Nesse sentido as três primeiras bem-aventuranças são passivas e a quarta é ativa.

E eu tenho que dizer uma palavra pra você, que é possível ser feliz. Essa é a mensagem da Bíblia. Talvez você tenha tentando encontrar a felicidade nos livros de filosofia e não conseguiu. Aliás, tenho que dizer que é difícil entender esses livros de filosofia. Mas a Bíblia é mais fácil de entender do que esses livros.

Em primeiro lugar temos que considerar o que o texto não diz.

Não esta escrito “Bem-aventurados aqueles que tem fome e sede de felicidade. Umas das maiores causas de infelicidades no mundo, é que as pessoas estão procurando felicidade a qualquer preço.

Outros têm fome e sede de poder, autoridade, sucesso, fama, conforto. O que Jesus diz é que seremos felizes quando tivermos fome e sede de justiça, não de felicidade. A felicidade não é nosso alvo. Ela vem por mirarmos em outro alvo, é conseqüência. Imagine o caso do meu irmão. Ele está reclamando de dor de cabeça. Ele chega a um médico e fala da dor. O médico então lhe recomenda algum remédio só para aliviar a dor. Isso pode ser perigoso, porque ele não está procurando a causa da dor e sim aliviar a dor. Claro que todos quando sentem dor querem alívio, mas isso pode ser perigo. A dor é uma coisa boa nesse sentido, porque ela avisa que alguma coisa está errada com o paciente. Então, o que deve ser feito é tratar a causa da dor e não a dor em si mesma. E as pessoas de hoje dizem, eu quero apenas ser feliz, eu quero algo que me alivie. Eles não querem saber sobre o que está causando essa dor. Eles vão para o álcool, para drogas, para sexo ilícito, e eles dizem “eu quero algo pra me aliviar”. Querem escapar da dor que a vida dá, querem alívio. Isso é perigoso. O remédio que o mundo dá é apenas um alivio. O mundo não trata do seu problema. Tudo o que o mundo oferece, não trata do problema da doença, o pecado. Quero ser feliz, não importa como. Mas Jesus nos confronta e diz a causa da dor. Ele nos aponta para um caminho.

O filho pródigo como um faminto.

Vocês conhecem história do filho prodigo. Ele voltou pra casa, mas  uma das coisas que o texto enfatiza é que ele estava passando fome. Claro que muitas pessoas não voltam para Deus, quando estão passando fome, porque são orgulhosas, ou porque o pecado endureceu os seus corações, ou porque elas não sabem que Deus pode alimentá-las. Fome foi uma das coisas que levou o filho a voltar para o pai. Ele sabia que na casa do pai, podia encontrar tudo o que ele precisava comida, amor, conforto, paz, satisfação.

O que Jesus quer dizer com isso? Ter fome e sede?

Quando alguém tem fome não pensa em nada, ele quer comer e até faz de tudo para isso. Só que a ideia da palavra fome aqui significa alguém que está morrendo de fome. Fiquei sabendo de um homem que  tentou roubar um taxista porque, segundo ele, ele estava com fome. Quando você tem fome, você não pensa em nada, você só pensa em uma coisa, matar a sua fome. E a mesma coisa é com a sede.

Feliz você que Deseja ter um relacionamento correto com Deus. Deus  é o seu maior desejo. 

Quantas pessoas dentro da igreja hoje sem esse desejo de buscar a Deus. Sem vontade de ler a Bíblia, de orar, coração duro. Só tenho uma resposta, você não vai ser feliz.

Ilustração: Uma vez um discípulo do Sócrates chegou até ele e disse queria muito ter conhecimento. Então eles foram caminhar. Chegando perto de um rio, Sócrates pegou o rapaz a força, e mergulhou ele no rio e segurou ele debaixo da água por um tempo. Depois que o rapaz já estava quase perdendo as forças, ele o arrastou para a areia. Quando ele recuperou as forças, ele disse “porque você fez isso? O Sócrates disse, quando você estava lá em baixo da água, qual era a coisa que você mais queria? Ele disse, ar. Pois então, quando você desejar o conhecimento mais do que tudo, você terá.

Precisamos desejar a justiça mais do que tudo, assim como precisamos do nosso ar. Se você fizer isso, você terá.

O que é Justiça 

Jesus diz: bem-aventurados aqueles que têm fome e sede de justiça. O que significa justiça aqui ? Justiça significa que você quer ter um relacionamento correto com Deus.

Mt 6:33 fala sobre o que você deve buscar em primeiro lugar.

Sl 63:1

O salmista em Salmos 42 nos fala disso.

Moisés é um exemplo do que eu estou falando. Ele disse, Deus eu quero ver a sua face.

Você nunca vai ser feliz enquanto não consertar o seu relacionamento com Deus. O que é que tem atrapalhado o seu relacionamento com Deus?

Por fim, fome e sede de justiça significa que você quer ser mais como Cristo. Você quer ser santo, gentil, quer expressar o amor pelas pessoas.

Bíblia– Você deve gastar tempo estudando a palavra de Deus. Não deve fazer como muitas pessoas que querem ler para saber mais que os outros, mas sim para que o seu caráter mude. A Bíblia não foi dada para te transformar num filósofo, mas sim para moldar o seu caráter. E se você tem fome e sede de justiça, você vai querer ler esse livro. Gastar tempo nisso. Você tem que se organizar, arrumar tempo para isso. Passamos horas e horas lendo outras coisa, vendo filmes, vendo jornais e nunca gastamos tempo para ler a Bíblia. I Pe 2:2. Fala sobre isso.

Oração. Pessoas que tem fome e sede de justiça sabem o que é passar horas em oração. São como Jacó na sua luta com o Anjo. Somente aqueles que buscam a justiça com toda a sua energia é que vão encontrar. Oração é um teste. Se eu não oro, como posso falar que eu tenho um relacionamento com Deus? Sem comunicação não há relacionamento.

A boa noticia é que você será farto, se buscar a Deus de todo coração.

Conclusão

1 – Onde é que você tem buscado satisfação?

2 – Se você esta buscando justiça, como é que você está fazendo?

3 – Há quanto tempo você não fala com Deus? Há quanto tempo você não lê a Bíblia?

4 – Você conhece a Deus hoje mais do que no ano passado? Sua intimidade com Deus é maior?

5 – Você tem uma santa ambição?

Bem aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia. 5:7

Introdução: Um homem chegou a um psiquiatra e disse: “Doutor estou me sentindo só, triste e angustiado. O psiquiatra disse a ele. Olha, vá ao circo da cidade, porque lá tem um palhaço que faz qualquer pessoa rir. Não tem ninguém que ele não faça rir, qualquer homem solitário e triste volta de lá rindo. Depois de falar isso para aquele doutor, o homem disse: mas doutor, eu sou esse palhaço.

Estamos estudando o sermão do monte, e o nosso tema é sobre a felicidade. Jesus nos mostra como achar a felicidade em lugares estranhos. O fato é que todos nós queremos a felicidade e não é errado buscá-la.

Contexto: Rever o contexto. Vimos que para ser feliz preciso depender de Deus, preciso perceber que eu não sou Deus e que preciso dele. Vimos também que precisamos lamentar pelos nossos erros. Sem um verdadeiro arrependimento, nunca iremos experimentar a verdadeira felicidade. Foi dito também que se quisermos ser feliz devemos então nos controlar, sermos gentis e nos submeter a palavra de Deus. Domingo passado falamos sobre ter fome e sede de justiça. Uma pessoa que quer estar de bem com Deus precisa estar preocupado com o relacionamento com Deus. Ele sabe que só encontrará satisfação quando concertar o relacionamento com Deus. Hoje veremos a quinta bem aventurança. E na verdade Jesus agora passa a nos dar algo prático, as conseqüências de ter fome e sede de justiça.

Nosso Cristianismo.

Jesus ao falar sobre esse tópico toca na ferida do cristianismo de hoje, um cristianismo só de palavras, trôpego.

Muita gente fala que é cristão, mas fazem como um velho diácono. Perguntaram-lhe: o senhor é cristão? Ele disse: em algumas áreas sim. Achamos que podemos ser cristãos numa área e em outra não. Isso é impossível. Muitas pessoas não escuta o que o outro tem para falar, porque o seu ego fala mais alto. Aquilo que há dentro de mim fala tão alto que eu não posso ouvir o que você diz.

Nesse texto Jesus condena algo muito comum hoje. Egocentrismo. Você já notou que sempre estamos falando de nós, nossos sonhos, nosso carro, nossa casa, nossa igreja, o que queremos no futuro?

É sempre uma preocupação com nós mesmos. Li sobre um estudo que as pessoas mais infelizes são aquelas que só preocupam consigo mesmas.

Parafraseando essa beatitude podemos falar assim:

“Os que já provaram a misericórdia de Deus, são tão felizes que usam de misericórdia para com os seus semelhantes”. 

I – O que significa uma pessoa que tem misericórdia. 

É uma pessoa que se coloca no lugar dos outros. Sentir o que os outros estão sentindo. Uma pessoa misericordiosa se preocupa em aliviar o sofrimentos dos outros. Ele sente dó, compaixão, ele age, ele quer fazer algo para ajudar as pessoas. Essa é a pessoa misericordiosa.

Ser cristão não se trata simplesmente de fazer alguns atos religiosos, e sim de ser. E o sermão do monte fala do caráter do cristão, daquilo que é característica dele. O cristão é alguém que é compassivo, ele se importa com a dor dos outros.

Quando você pensa em demonstrar compaixão pelo outros, é preciso sempre considerar o que Jesus fez você. Você nunca deve ser um doador de condenação, você deve sempre ser um doador de misericórdia.

II- Outros lugares que Jesus ensina isso. 

Ele diz na oração dominical, perdoa nossas dívidas como temos perdoado aos nossos devedores. E esse ensinamento vai por toda a Bíblia. Se você foi perdoado por Deus, se você provou da misericórdia de Deus, então você vai dar misericórdia.

III – Misericórdia contrastada com coar um mosquito. 

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois que dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer essas coisas e não omitir aquelas. Condutores cegos! Coais um mosquito e engolis um camelo. (Mt 23: 23-24)

O que Jesus está falando aqui com coar um mosquito? Ele está dizendo: “Cuidado para que você não viva a sua vida apenas fazendo coisas triviais, tendo pensamentos triviais, como ficar na frente da televisão o dia todo, e não fazer planos para ajudar aqueles que estão sofrendo. Coisas triviais é um grande inimigo da misericórdia.

Outros ensinamentos sobre a misericórdia. Parábola do bom samaritano. 

O problema é que duas pessoas passaram perto do homem que estava jogado, até sentiram dó, mas não fizeram nada. Por causa dos deveres religiosos. Vemos um grande ensinamento sobre misericórdia.

O samaritano viu o homem jogado, ele teve dó, ele parou e agiu. Isso é misericórdia.

Ele aliviou o sofrimento daquele homem que estava caído e ainda disse que pagaria o que fosse necessário. Eles eram inimigos por religião e por raça, mas a misericórdia vai além do preconceito.

Os inimigos da misericórdia são: Coisas triviais, religiosidade. 

Primeiro: Podemos revelar misericórdia cuidando dos necessidades sociais de nossos semelhantes. 

Quando você vai para o leito à noite, lembre-se de que mais da metade da população mundial sofre fome, pobreza e miséria. Há espantoso número de analfabetos, privados das bênçãos da escrita e da leitura. Muitos lavradores estão ainda usando aparelhos e métodos de mil anos atrás. Muita gente que lida nos campos goza duma posição apenas um bocado melhor que os escravos doutras eras, continuando como escravos dos grandes fazendeiros de hoje. Têm falta de instrução, alimento, roupas, habitação, assistência médica, e – o que é muito mais importante– precisam de amor. Temos todos grande responsabilidade diante desses povos atrasados e subdesenvolvidos do mundo.

Como temos sido um povo egoísta, árido e irresponsável! Não é, pois, de admirar que sejamos vítimas do tédio, da frustração e da desdita. As palavras de Jesus “bem-aventurados os misericordiosos” – vêm a calhar e muito para esta nossa geração sem entranhas.

Há milhares de maneiras pelas quais você pode mostrar graça e misericórdia em sua vida diária. Há na sua vizinhança um hospital que você pode muito bem visitar. Quantos hospitalizados anseiam por uma visita que os alegrem e os encham de luz a sua solidão, que lhes tragam flores e um sorriso acalentador e reanimador. Você pode revelar misericórdia, visitando os enfermos.

Se você professa uma religião que não opera eficazmente na vida diária e que deixa de condicionar suas atitudes para com os seus semelhantes, e que faz de você um introvertido espiritual, poderá estar certo de que não conhece ainda o Cristo que disse estas Beatitudes!

Ouçamos o que diz a Escritura: “Defendei o pobre e o órfão; fazei justiça ao aflito e necessitado” (Salmo 82:3).

“O que tapa o seu ouvido ao clamor do pobre também clamará e não será ouvido” (Prov. 21:13). Jesus disse: “Dá a quem te pedir, e não voltes as costas ao que quiser que lhe emprestes” (Mateus 5:42).

E disse ainda: “Dêem, e lhes será dado: uma boa medida, calcada, sacudida e transbordante será dada a vocês.” (Lucas 6:38).

Segundo: Podemos revelar misericórdia nos nossos relacionamentos familiares. 

Ilustração : Um casal, casados por 15 anos, começou a ter desacordos no seu casamento. As coisas não estavam dando certo. Eles queriam fazer as coisas funcionar e concordaram com a ideia da esposa. Por um mês eles colocariam papéis dentro das caixas de faltas, com as coisas que irritavam um ao outro no dia a dia. As duas caixas dariam a oportunidade para que eles soubessem quais as irritações um do outro. A mulher sempre se esforçava e colocava as faltas do marido como: meias sujas fora do cesto, manteiga aberta, toalha molhada fora do varal etc… A caixa estava quase cheia. Então no dia do combinado, antes do jantar, eles trocaram de caixas. O marido leu todos os bilhetes e refletiu sobre as coisas que ele tinha feito de errado. Então a esposa abriu a caixa do marido e nos bilhetes estava escrito a mesma coisa. Eu amo você, eu amo você, e todos os bilhetes estavam assim.

Misericórdia não somente significa que nós temos compaixão das pessoas que estão passando necessidades, mas também perdoamos as ofensas das pessoas, assim como Deus nos perdoa. Há um texto na Bíblia que diz. “As misericórdias do Senhor se renovam todas as manhãs”. Todo o dia é dada nova chance pra você Deus, todos os dias, enche o nosso copo com mais misericórdia. Graça é quando Deus te dá algo que você não merece, misericórdia é quando Deus não te dá algo que você merece. Então nos seus relacionamentos, imite a Deus, seja misericordioso. A misericórdia é produto do amor. E de acordo com Jesus a felicidade vem quando aprendemos a perdoar aqueles que nos ofendem.

Um rapaz de 20 anos chamado Paco fugiu de casa, e o seu pai colocou no jornal, um anúncio assim: “Paco, me encontre em frente ao jornal ao meio dia de hoje. Tudo está perdoado, eu te amo”. No outro dia, 800 rapazes chamado Paco, estavam em frente ao jornal. Todos queriam perdão dos seus pais.

Alcançarão misericórdia

O texto diz que se você mostra misericórdia, misericórdia será mostrada pra você. Bem, Jesus não está dizendo que podemos ganhar a salvação. A Bíblia fala que Jesus morreu por nós porque nós não temos como nos salvar. Jesus aqui não esta ensinando sobre como ser salvo, e sim o principio da justiça. Se você não tem compaixão dos outros, não espere que Deus tenha de você. Você não tem o direito de pedir algo que não quer dar.

Se você provou da misericórdia de Deus, então você vai dar misericórdia. Se você não tem misericórdia daqueles que estão sofrendo, você não é filho de Deus.

Pensa em tudo o que Deus fez por você, enviando o filho, porque Deus não estava feliz por ver a nossa infelicidade. Por isso ele envia o filho, para nos dar vida com sentido. Então o mínimo que eu posso fazer é mostrar misericórdia.

Um das frases que me desafia ao pensar nas necessidades dos outros, é o que Jesus faria se ele estivesse aqui vendo essa pessoa necessitado?

Bem-aventurados os limpos de coração porque eles verão a Deus. (Mt 5:8)

Introdução: Nós somos muito preocupados com a pureza do nosso meio ambiente. Queremos beber água pura, queremos ar puro, queremos ter certeza que a comida que comemos é pura, que os alimentos não vão conter coisas que podem nos prejudicar. Os brasileiros gastam fortunas em purificador de água. Mas há uma área em nossas vidas que é muito mais importante que a água que nós bebemos, que o ar que respiramos, que a comida que comemos. No entanto, esta é uma área que nós muitas vezes negligenciamos, e Jesus diz

“Felizes aqueles que têm um coração puro”.

Contexto:  Ele falou nas três primeiras beatitudes sobre algo interno, e agora passa a falar sobre algo externo. É muito importante notar que Jesus não deseja que nós coloquemos na nossa agenda coisas que temos que fazer, ele está mostrando qual é o caráter do cristão. O que ele é.

A conseqüência de se ter fome e sede de justiça é ser misericordioso, ter um coração puro e sofrer a perseguições.

Essa palavra limpo, tem muitos significados interessantes: limpo, puro; livre de toda mistura, do que é falso;  genuíno, livre de pecado.

A palavra coração na Bíblia: Sede da vontade, emoções, razão.

Ter um coração puro significa fazer as coisas certas com as motivações certas”.

Quando pensamos nos problemas da humanidade temos que concordar com Warren Wiersby:

“O coração do problema é o problema no coração” 

O contexto de Jesus. 

As pessoas nos tempos de Jesus estavam muito preocupadas com o exterior, com  o lavar das mãos, com as tradições, com as roupas certas, com coisas exteriores. Eles davam muito valor nisso. Queriam se assentar nos melhores lugares, faziam orações longas só para se mostrar. E Jesus repetiu as palavras dos  profetas: Esse povo me honra com os lábios mas os seus corações estão longe de mim. 

Deus não se preocupa muito com o que está fora de você, porque ele está muito ocupado olhando para o que há dentro de você”.

 Deus conhece nosso coração, nós podemos guardar segredos.

Nós devemos para de prestar atenção na roupa que usamos, no carro que dirigimos, onde nós moramos, nos atos religiosos que fazemos e achamos que podemos impressionar pessoas, para começarmos a prestar atenção na condição do nosso coração.

PV 4:25.

I – Precisamos convidar o Espírito Santo para o nosso coração.

“pois eles  verão a Deus”. 

A palavra diz no grego, que apenas os limpos de coração verão a Deus. Isso não significa que você tem que morrer primeiro pra ver Deus. Você verá Deus no seu dia a dia, nas dificuldades. Em tudo.

Warren Wiersby disse isso: A natureza e a vida são janelas pelas quais nós podemos ver a Deus, mas se falta integridade no nosso coração elas se tornam espelhos e tudo  o que nós vemos somos nós mesmos.

A grande comissão Mt 28:18-20

Quero refletir sobre a grande comissão, mas sinto que é preciso começar refletindo sobre a grande omissão. Estamos, aos poucos, deixando de fazer o principal porque temos concentrado os nossos esforços no trivial. Fazer discípulos ou fazer missões virou um departamento da igreja, algo que os evangelistas e missionários devem fazer. Contudo, uma igreja que pensa assim está totalmente fora da vontade de Deus, não importando o quão ocupada ela esteja.

A igreja de hoje se parece mais com um clube social do que com um bote salva-vidas. Nos transformamos em membros desse um clube que pagam um líder para que ele, e não nós, faça o evangelismo. Além disso, este líder precisa ter um bom currículo, senão a igreja não aceita.

É triste falar isso, mas estudos mostram que 90 a 95% dos crentes nunca levaram alguém a Cristo. Quando digo “levar alguém a Cristo”, quero dizer ações como abordar alguém, falar de Cristo e essa pessoa se converter, ao ponto que você veja ela batizar e depois trabalhar no reino. Infelizmente, existe algo de errado.

Antes de continuar a exposição bíblica, é necessário ler o capítulo 28, versículo 6, que diz: “Ele não está. Foi ressuscitado, como havia dito”.

1 – A grande comissão é grande porque a autoridade de Jesus é grande.  

18 Então, Jesus aproximou-se deles e disse: “Foi-me dada toda a autoridade nos céus e na terra”.

Nos evangelhos é possível perceber que Jesus tinha autoridade para expulsar demônios, curar, perdoar pecados e controlar a natureza, mas aqui é dito que Ele tem TODA autoridade. A palavra autoridade significa direito de usar o poder. Jesus agora todo o direito de usar o poder Dele. Então vemos que ele já tinha autoridade, no entanto, aqui Jesus passa a ter TODA. Nos céus, mostrando que todos os anjos, arcanjos , querubins etc, devem obedecer a Jesus. E ainda na terra, uma vez que todo líder, governo e sistema que há no mundo, está sob o controle de Jesus.

Jesus é aquele que tem o direito de usar o poder Dele e fazer o que Ele quiser.

Imagine que um motorista estacione em lugar proibido. Você então diz: “tire o seu carro daí”. Ele vai dizer: “ah é? E por quê?” E você diz: “porque eu estou falando”. Bem, ele vai rir da sua cara ou te bater. Você não pode mandar alguém fazer algo desse tipo se não tiver autoridade.

Jesus não poderia mandar a todos os seus seguidores fazerem algo se Ele também não tivesse autoridade. Portanto, percebe-se quão importante é a autoridade  de Jesus quando se trata de uma ordem.

2 – A grande comissão é grande porque a missão é grande.

19 Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, 

O portanto significa uma conclusão, “por causa do que eu disse”, vão. Agora que vocês sabem que eu controlo tudo e que nada vai acontecer fora da minha vontade, vão. Nenhum demônio, nenhum governo, ninguém poderá fazer algo contra vocês sem que eu permita. Vocês podem ir e fazer discípulos.

Vão e façam discípulos. O que é que estamos fazendo? Parece que a igreja ainda não entendeu este texto. Jesus não disse: “vão e façam cultos. Vão e façam shows. Vão e montem um lindo coral na igreja!” Mil vezes não!

A palavra “vão”, aqui,  é muito interessante. No grego a tradução literal seria: “indo”. E eu acho muito interessante pensar nisso. O que Jesus está dizendo é: “não importa onde você vai, seja viajar de férias, seja visitar amigos, seja comprar algo… Enquanto você estiver indo, vivendo e fazendo suas atividades diárias, faça discípulos. Ensine as pessoas sobre Jesus. Fale a verdade sobre o céu, sobre a vida e a morte, sobre o juízo. Enquanto estiver indo…”

E sobre fazer discípulos , qual tem sido a realidade da igreja quando o assunto é fazer discípulos?

Na maioria das igrejas, a congregação paga o pastor para pregar, ganhar o convertido e ajudar o salvo, enquanto os membros, da igreja atuam apenas como torcedores (se estiverem animados), ou então, como mero espectadores. Os “convertidos” são ganhos, batizados e aceitos como membros, para depois se juntarem aos espectadores. Esta igreja cresceria muito mais rapidamente, e os cristãos seriam muito mais fortes e felizes, se discipulassem uns aos outros. (Warren Wiesrby)

Lembro-me de história de um empresário que investiu 4 milhões em uma fábrica de sapatos. Após um ano, ele foi visitar a fábrica e quando chegou, o gerente disse: “temos tudo aqui, computadores de última tecnologia, equipamentos de última geração, sala de ginástica, um ótimo site etc . As pessoas estão cansadas de tanto trabalhar e temos até um psicólogo que nos ajuda a lidar com o stress. Enfim, estamos muito ocupados”. O empresário olhou pra ele e disse: “não me importo se vocês estão cansados, quero saber quantos sapatos vocês produziram.” O gerente olhou para ele e disse: ” bem, ainda não produzimos nenhum.” Por fim, ele foi demitido…

Jesus, quando olha para igreja, faz a mesma pergunta . Não me importo com  os seus eventos, quero saber quantos discípulos vocês fizeram.

“Façam discípulos.” Note que os discípulos não nascem prontos é preciso fazê-los.

Nós não temos visto novos convertidos se juntarem à igreja e os números revelam a nossa falta de prioridade em relação aos não crentes. Quando a “igreja exala discípulos, inala convertidos” (Maylon Moore). Como isso é verdade. Temos muitos cristãos e poucos discípulos. Lembre-se que a palavra cristãos (pequenos cristos) foi um apelido dado aos crentes. O problema no Brasil, penso, é que temos muitos cristãos e poucos discípulos e por isso, muitas igrejas não tem crescido. Contudo, Jesus disse aos discípulos: “vão e façam”. Esse foi o último desejo do Mestre.

De todas as nações.

De toda as etnias, não importa o grupo. A nossa missão é grande. Claro que devemos entender que Jesus não deseja que igreja converta o mundo, cristianize ou tente mudar o mundo. Essa não é a missão da igreja. A missão dela é formar discípulos para que estes possam sair pelo mundo e influenciá-lo  de forma poderosa.  Então, de acordo com o texto, devemos pensar em discipulado numa perspectiva mundial e não apenas local.

“batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, 20 ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei.”

O ideal seria que cada pessoa que você ganhasse, você mesmo pudesse batizar e não o pastor. Por quê ? Porque a ordem foi dada a discípulos. Cada crente tem o dever de ir por todo o mundo, e, talvez, até se mudar para uma região em que não há igrejas e lá, você mesmo poderá  batizá-los. Sobre o batismo, é bom ter em mente que a água não é a transformação, mas representa a transformação. Você foi pregou e a pessoa foi transformada, agora ela será batizada como uma prova pública de que ela agora segue a Jesus. É isso que significava nos tempos de Jesus.

O nosso dever como igreja é ensinar. E ele diz ensinar a obedecer o que ele ORDENOU e não o que ele sugeriu. Temos de ir além do evangelismo e ensinar aos novos convertidos sobre o dever inclusive de fazer OUTROS discípulos.

3 – A grande comissão é grande porque a promessa de Jesus é grande. 

“E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos”. 

Jesus não é do tipo que manda e depois diz: “agora se vire. Só faça o que eu mandei”. Pelo contrário, ele vai junto. Ele manda e ao mesmo tempo vai junto.

Jesus está com você em momentos de solidão, quando a depressão o visitar, quando o desânimo bater a sua porta. Ele está com você quando você for rejeitado pelas pessoas que você está pregando.

A presença de Jesus é algo que nos conforta. Ele não diz que está com você apenas se for santo o tempo todo, ou se você fizer a vontade Dele sempre. Não, ele diz que está sempre, independente de seus vacilos e frustrações, não esquecendo que Ele diz que será até o fim. Veja haverá um fim dos tempos e essa perspectiva deve nos motivar. Devemos viver o presente a luz do fim dos tempos, da eternidade.

  Algumas lições a considerar

1 – Esta semana você vai abordar alguém e se oferecer para ir a casa dele para orar e ler um texto da palavra;

2 – Discipulado não é uma questão de gostar, é uma ordem. Só obedece quem tem juízo;

3 – Discipular alguém não é simplesmente transmitir  informações, mas transmitir vida;

4 – Temos o dever, de acordo com o texto de fazer de discípulos em todo o mundo. Enquanto nós formamos pessoas para Cristo, no Brasil, enviamos missionários, para que façam discípulos em outros países;

5 – Se você nunca levou alguém a Cristo, talvez você mesmo nunca tenha ido a Cristo de verdade. É preciso pedir a Deus que converta o seu coração, para que você possa converter o coração dos outros;

6 – Sua igreja só vai crescer quando cada membro sair do indiferentismo e começar a ir atrás das pessoas.

Anúncios