Artigos

10176014_775612615785001_4033308369941573459_n

Como ler 53 livros em um ano ?

De Junho de 2013 a Junho de 2014, cumpri minha meta de ler mais de 50 livros em um ano. Bem, ainda não é o que eu queria, pois os grandes escritores e pregadores leem em média 70 a 100 livros por ano (um dia eu chego lá). O que eu fiz para ler tantos livros? Simples, sacrifiquei alguns filmes da NET, alguns momentos de ócio, algumas diversões. Sem sacrifício não há resultados. Além dos sacrifícios, procurei levar um livro comigo sempre que ia a um banco ou levar alguém em algum lugar, onde eu saberia que teria de esperar. Ah, também postei os livros no meu blog para eu poder ter uma direção. Todo mês me dediquei a ler pelo menos 4 livros.

Por que decidi ler 53 livros?

Decidi me entusiasmar com a leitura de livros porque sei que se não o fizesse, as pessoas não iriam se entusiasmarem para me ouvir. E, posso dizer, é importante! Só tem o direito de ensinar constantemente quem está constantemente aprendendo. Se você é pastor, não pense que Deus irá colocar o conhecimento na sua mente enquanto você dorme. Quem ensina precisa ler.

É possível guardar tudo o que você lê?

Não digo que é possível guardar tudo, mas as principiais ideias sim. Se você quiser uma dica, faça como eu faço: compre um marcador de texto e sublinhe o que você acha interessante. Depois que sublinhar o que lhe chamou a atenção, repita para você mesmo!

Quais autores me impactaram?

Postei a capa dos livros que li e que ainda estou lendo. Dê uma olhada lá depois… Vou apenas citar os autores que me impactaram muito: C. S Lewis, Tim Keler, Henry Nouwen, Martin Lloyd Jones, Rick Warrem, Richard Baxter, Wayne Jacbsen, Larry Crabb, Erwin Lutzer, Peter Drucker, Geoffrei Blanley, Armand M. Nicholi Jr.

É verdade que alguns livros que li não me impactaram e tive de ler apenas para cumprir minha meta, mas vale a pena ler tudo o que o postei.

Alvos para o futuro

Meu alvo agora é ler 100 livros por ano. Isso é possível? Sim. Basta saber aproveitar o tempo e ler TODO dia. Se você ler 50 páginas por dia, em um ano terá lido mais de 60 livros. Disciplina é o segredo.

Edomm Hezrom

5 passos para parar de se preocupar

Eu sei. O título deste artigo parece prometer algo impossível. Mas pense comigo: você não nasceu se preocupando, mas aprendeu a fazer isso, certo? Bem, a boa notícia é que você pode parar de se preocupar.
A preocupação é uma experiência universal. Não há um ser humano que não se preocupe. Quando nos preocupamos, ficamos apreensivos, nosso estômago parece pegar fogo por dentro. A incerteza e o medo se parecem com lenhas que alimentam esse fogo. A preocupação, então, é uma resposta a uma situação que nos ameaça, imaginária ou não.
Não se culpe por ter o hábito de se preocupar. Até mesmo Marta, uma seguidora fiel de Jesus , era ansiosa: ” E Jesus, respondendo, disse-lhe:” MartaMarta, estás ansiosa e perturbada com muitas coisas.” (Lucas 10.38-42). Ela começou a  pensar nos “ses” da vida. “E se eu não terminar essa tarefa”; “e se eu deixar atrasar o almoço” , “e se eu não…” Marta estava permitindo que as coisas supérfluas ocupassem o lugar do que é essencial, como: ouvir a Jesus. O problema com a preocupação é que ela nos mantém acordados até altas horas da noite e, durante o dia, nos mantém irritados e tensos. Jesus  repreendeu a Marta dizendo, em outras palavras, que ela estava dificultando tudo. A vida cristã significa ouvir a Jesus e ter relacionamento com ele. Pensando nisso, anote  o primeiro princípio: Não permita que o secundário assuma o lugar do que é primário. O seu relacionamento com Jesus sempre vem em primeiro lugar. Esse o primeiro passo!

Segundo passo: ore

Você pode até me dizer que não tem tempo para orar. Tudo bem! Mas é engraçado como você acha tempo para se preocupar, não é? Você gasta uma grande energia se preocupando com o problema e, no final, essa preocupação não ajudou em nada. Ela apenas o tornou fraco. Então, vamos fazer um acordo: em vez de se preocupar sobre algo, ore sobre isso, como diz as Escrituras: “Não andeis ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração, súplicas e com acoes de graças, sejam conhecidas diante de Deus as vossas petições.” Ouvi um pastor dizendo que havia estudado a palavra “coisa alguma”. Depois de horas estudando essa palavra, sua conclusão foi: coisa alguma significa coisa alguma! Na hora pensei: que fantástico! O nosso problema é que achamos que a preocupação vai nos ajudar de alguma forma. Assim, continuamos no erro. Guarde isso: a preocupação não vai te ajudar em nada. Ela é prejudicial, irracional e inútil. Em vez de se preocupar, ore. Esse é o segundo passo.

Terceiro passo: viva um dia de cada vez

Jesus disse: “basta a cada dia seu próprio mal”. Em outras palavras, o que Jesus estava dizendo é: “não abra o guarda chuva antes que comece a chover”. O fato é que quando nos preocupamos, como a própria palavra expressa, “pré – ocupar” , estamos nos ocupando de algo antes do tempo. Todos os dias teremos uma certa dose de problemas. Sendo assim, não devemos antecipar as coisas. Resolva o que pode resolver hoje. Em vez de pensar no problema que terá amanhã, pense na solução dos problemas que pode ter hoje. Em vez de gastar tempo com o problema, gaste tempo com a solução. Diga: “o que posso fazer para resolver isso?”.

Quarto passo: controle os seus pensamentos

A preocupação transporta os nossos pensamentos para o futuro e nos faz imaginar algo que provavelmente não será como imaginamos. Permitimos pensamentos ansiosos quando meditamos no futuro achando que ele será terrível. Jesus disse: “Portanto eu lhes digo: não se preocupem com suas próprias vidas, quanto ao que comer ou beber; nem com seus próprios corpos, quanto ao que vestir. Não é a vida mais importante do que a comida, e o corpo mais importante do que a roupa?”. Fazendo uma paráfrase do texto temos: Portanto não se preocupem dizendo “com quem vou me casar, será que terei como me sustentar, onde vou morar, será que vou permanecer no meu emprego”. Não é errado pensar no futuro. O errado é imaginar que nada vai dar certo. Você precisa controlar seus pensamentos. Se quiser se sentir da maneira certa deverá pensar da maneira certa. Quando não gosto de um programa de televisão, tudo o que faço é mudar de canal. O mesmo acontece em nossa mente. Pare de assistir a esse vídeo distorcido do seu futuro, o qual, a preocupação está exibindo em sua mente.

Quinto passo: faça algo

Gosto da história dos leprosos, registrado no segundo livro dos Reis. Veja que interessante: “E quatro homens leprosos estavam à entrada da porta, os quais disseram uns aos outros: Para que estaremos nós aqui até morrermos? Se dissermos: Entremos na cidade, há fome na cidade, e morreremos aí; e se ficarmos aqui, também morreremos. Vamos nós, pois, agora, e passemos para o arraial dos sírios; se nos deixarem viver, viveremos, e se nos matarem, tão-somente morreremos”. (2 Reis 7:3-4) Obs: Tudo deu certo pra eles.
Esses homens nos ensinam um princípio importante: “você não deve esperar a vida te chamar para dançar”. Deve se levantar, ir até ela e puxá-la pra dançar. Muitas vezes, ficamos preocupados e não fazemos nada. Esses leprosos, em vez de focalizar no problema, focalizaram na solução. Em vez de se sentar em casa e deixar que a preocupação o mate, faça algo. Foque na solução e não no problema. Faça algo!

Edomm Hezrom

O que aprendi com o meu GPS sobre como confiar em Deus

Recentemente fiz uma viagem a São Paulo e durante a mesma me perdi ao dirigir de Assis até Araçatuba. Resolvi então comprar um GPS, pois todos os meus erros no trânsito se deviam ao fato de eu achar que estava no caminho certo, achar que o lugar onde estava dirigindo se parecia com o lugar que estive há anos. Peguei o meu GPS e digitei o endereço da minha casa em Goiânia e fui seguindo todas a orientações atentamente. Na hora pensei: “estou dirigindo em cima desses viadutos sem saber aonde estou indo, sendo guiado apenas por um ‘aparelhinho'”. Confesso que algumas vezes não segui a voz do GPS e para minha surpresa, ouvia: “Novo cálculo da rota”. Mesmo eu errando, uma nova rota era criada. Resultado: cheguei em casa são e salvo. Segue abaixo algumas lições sobre confiar em Deus com meu GPS:

1 – Do mesmo modo que não adianta ter um GPS e não seguir as instruções; não adianta conhecer a Deus se não confiar Nele de TODO CORAÇÃO;

2 – Você pode achar que sabe como dirigir sua vida, mas não se apoie em seu próprio entendimento: Deus conhece as melhores rotas;

3 – Talvez você tenha se desviado dos caminhos de Deus, mas assim como o GPS faz um novo cálculo da rota quando você não segue a sua orientação, Deus também é capaz de criar um novo caminho, mesmo que você tenha se desviado;

4 – Todos nós, crentes em Cristo, somos viajantes. Não pertencemos a esse mundo. Precisamos de um guia, alguém em que podemos confiar; alguém que irá nos levar ao nosso destino. Meu GPS pode falhar, mas Deus não falha;

5 – Você está sendo rastreado pelo GPS celestial. Deus sabe o lugar você está, aonde está indo e onde quer chegar. Isso me conforta. Deus está lá no seu futuro, esperando você com grandes bençãos e com grandes vitórias. Apenas creia!

Edomm Hezrom

Fale com os seus problemas

“E ele, despertando, repreendeu o vento, e disse ao mar: Cala-te, aquieta-te…”
(Marcos 4:39)

Na vida, temos problemas de todas as formas e cores. Talvez um problema no casamento, no qual você não consegue ver se permanecerá casado; talvez um problema financeiro, sendo que  você não consegue ver como pagará suas dívidas; talvez uma enfermidade, a qual lhe disseram ser impossível de curar; talvez um impulso, que esteja fora de controle. Não sei qual é o seu problema. Mas hoje quero lhe dizer algo: fale com ele!
De acordo com os estudiosos, Jesus estava diante de um grande furacão e não apenas diante de uma tempestade (Marcos 4:39). O que ele fez? Bem, diz o texto sagrado que Jesus falou com o vento e com o mar. Ele olhou para o problema e falou com ele, “fica quieto”, assim como falamos com uma criança que está bagunçando. Não apenas com o vento ou o mar, ele também falou com uma árvore, com uma febre, etc. Além disso, Jesus nos instruiu, dizendo: “Eu lhes asseguro que se alguém disser a este monte: ‘Levante-se e atire-se no mar’, e não duvidar em seu coração, mas crer que acontecerá o que diz, assim lhe será feito”. (Marcos 11:23) Veja que Jesus não disse: “Eu lhes asseguro que se alguém orar sobre esse monte”. Ele disse: “Se alguém falar com ele!”. Fantástico, não é? A fé é externalizada por meio de suas palavras. Só poderei falar com o meu problema se eu tiver fé. Com isso não quero dizer que não seja necessário orar. Há situações as quais temos de falar com elas.
Alguém poderá dizer: “Não creio que essa seja a interpretação deste texto”. A isso, eu diria: Olhando para o que Jesus fez, não vejo de outra forma. Tudo é uma questão de ter fé ou não. Para aqueles que acreditam no poder da fé, eis aí um texto estimulante!
Lembre-se que Jesus, diversas vezes, quando curava, dizia: Seja feito conforme a sua fé. Muito bem, qual é a sua montanha? Qual é o seu problema? Fale com ele. Pois como Jesus disse, várias vezes: Seja feito conforme a sua fé!

Edomm Hezrom

Apertem os cintos, turbulência à vista

“Eu lhes disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo”.
(João 16:33)

Quando viajei para a Europa, meu voo passou por momentos de turbulência. Nada me tranquilizou mais do que ouvir a voz do piloto, dizendo: “Senhoras e senhores, vamos passar por uma zona de turbulência. Apertem os cintos!”. Foi confortante ouvir a voz do piloto. Assim, não fomos pegos de surpresa. Da mesma forma, sinto grande conforto quando leio o aviso de Jesus: “Vocês terão tribulações”. Ele, tal qual um piloto, nos alertando sobre as turbulências da vida nos diz: “Tenham bom ânimo, tenham coragem”. Em outras palavras, nosso piloto (Jesus) nos diz: “Sua vida jamais irá cair de minhas mãos.Eu estou no controle”.
Jesus não nos prometeu uma viagem sem turbulências, mas nos prometeu dar a sua paz em meio à elas. Prometeu que chegaremos ao nosso aeroporto celestial seguros; no entanto, não nos prometeu uma viagem tranquila. Enquanto não chegamos ao nosso destino, teremos de passar por momentos difíceis.
A palavra aflição, usada no versículo acima, de acordo com estudiosos, é algo que exerce pressão, algo que nos comprime. Aflições (turbulências) de muitos tipos fazem pressão sobre o nosso espírito, sobre a nossa mente e coração – elas tendem a nos esmagar, nos achatar e a nos manter no fundo do poço.
Contudo, em meio às nossas aflições (turbulências) Jesus nos dá sua paz. Note que Ele não promete a paz, mas a oferece. Não é uma paz oriunda de uma religião; é uma paz oriunda Dele, através do nosso relacionamento com Ele.
Somente um crente que tem um relacionamento com Jesus sabe como é senti-la. Por isso, apertem os cintos (busque a Cristo), turbulência à vista.

Edomm Hezrom

A filosofia do Emanuel

Meu pastor tem um filho de cinco anos chamado Emanuel. Essa semana ele veio em minha casa e viu a nossa piscina, que estava coberta por um plástico preto. O Emanuel se aproxima da piscina, toca no plástico e diz: “Não tem piscina aqui”. Eu ri muito e disse: “Como não, Emanuel?”. Sua resposta foi: “Eu não vi a profundidade”.
Eu fiquei parado, pensativo, olhando ele se afastar da piscina sem acreditar na existência dela. Sua resposta foi filosófica, profunda e surpreendente. Na mente dele não havia piscina. Emanuel tem uma filosofia: “Só acredito se eu ver a profundidade”.

Quando dizemos às pessoas que somos cristãos, muitas vezes, elas agem como Emanuel e dizem:” Não acredito. Não vejo profundidade!
Sabemos que, em relação a Deus, muitas vezes, ficamos na borda. Sabemos que somos cristãos superficiais. Sabemos que falta profundidade em nossa fé. Devemos ter em mente que o que falamos não importa tanto, mas sim o que as pessoas podem ver.

Oro para que com as suas gloriosas riquezas, Ele os fortaleça no íntimo do seu ser com poder, por meio do seu Espírito, para que Cristo habite em seus corações mediante a fé. Oro também para que vocês, arraigados e alicerçados em amor, possam, juntamente com todos os santos, compreender a largura, o comprimento, a altura e a PROFUNDIDADE, e conhecer o amor de Cristo que excede todo conhecimento, para que vocês sejam cheios de toda a plenitude de Deus. (Efésios 3:16-19)

Edomm Hezrom

Você acredita em demônios? – Um glimpse na mente dos demônios 

Os demônios imploraram a Jesus: “Manda-nos para os porcos, para que entremos neles”. (Marcos 5:12)

A possessão demoníaca registrada em Marcos 5 gerou três distanciamentos. O possesso se distanciou de Deus, da sociedade e de si mesmo. De Deus, porque de acordo com a religião judaica, viver entre os sepulcros tornava uma pessoa impura, portanto, alienada de Deus. Da sociedade, porque todos tinham medo de passar por perto, pois o “endiabrado” era violento e vivia se cortando. De si mesmo, porque ele vivia gritando dia e noite por estar fora de si .
Os demônios, quando viram Jesus, disseram: “Veio nos atormentar antes do tempo? O que você quer com a gente , filho do Deus altíssimo?”. Eles, diferentes dos escribas e fariseus, reconheceram a identidade de Jesus. Note que o diabo é ortodoxo em sua teologia, visto que reconheceu a identidade de Jesus. Diferente dos teólogos liberais! Eles fizeram uma oração: “se não expulsas permite-nos entrarmos nos porcos.” Jesus deu sinal verde e eles entraram. De repente, milhares de porcos, do nada, começaram a se comportar de maneira estranha. Em vez de pastarem, correm. Correm em direção ao mar e morrem afogados. Aqui faço uma pausa e me pergunto: “Por que Jesus permitiu isso?”. Acredito que ele permitiu que os demônios entrassem nos porcos para nos mostrar qual a verdadeira intenção dos demônios: destruir. Essa legião, de espíritos imundos, queria fazer com o homem, que fora possesso, o que fizeram com os porcos. Só não fizeram porque o homem foi criado a imagem e semelhança de Deus, entretanto, o resultado seria o mesmo. Os demônios tem tremendos poderes e estão trabalhando para desumanizar os seres criados à imagem e semelhança de Deus. Eles não querem levar ninguém para o inferno, antes, querem atingir o coração de Deus. Como não podem lutar contra Deus, lutam contra aqueles a quem Deus ama.

Edomm Hezrom

O verdadeiro sentido do natal.

Uma mulher e sua amiga estavam em um hotel luxuoso comemorando o aniversário de seu filho. O garçom perguntou: “O que vocês estão comemorando?”. A mãe do menino disse: “Estamos comemorando o aniversário do meu filho”. O garçom ficou confuso e disse: “Sim, o bolo, a vela e os presentes estão aqui, mas cadê o menino?”. Ela disse: “Você acha que eu iria trazer meu filho para esse hotel luxuoso?”.
Parece loucura, mas é isso o que as pessoas estão fazendo com Jesus. No natal comemora-se o nascimento de Jesus, mas, olhando para o que a mídia nos mostra, Jesus não parece fazer parte do aniversário. Onde está o erro nisso tudo? O que as pessoas precisam saber ? Bem, o que falta é conhecimento a respeito de quem é Jesus e porque temos de comemorar o natal com a atitude certa.

Deixe-me contar algo sobre o aniversariante! Jesus dividiu a história em antes e depois Dele. Ele é sem dúvida a pessoa mais influente que já existiu e não existirá outro como ele. Teólogos e historiadores concordam que ele mudou a história. Ele não apenas dividiu a história, dividiu também a Bíblia em: antigo testamento e movo testamento.
Quando se fala em Jesus se fala em história. O Dr. Lockridge disse sobre Jesus :
“Ele é a ideia mais elevada na literatura, ele é a personalidade mais alta na filosofia, ele é a fundamental doutrina da verdadeira teologia. Eu gostaria de descrevê-lo a você, mas ele é indescritível”.
Jesus nasceu em Belém. Veio da eternidade direto para Belém. Ali vemos o bebê de Belém. Deitado numa manjedoura. Aquele que irá decidir o destino eterno de todas as almas. A maneira que ele nasceu foi misteriosa, bem como a maneira que ele ressuscitou. Tudo aconteceu há 2000 mil anos atrás. E por que ele veio ? Porque ele deixou as riquezas do céu para se tornar pobre? Por que ele fez essa viagem de uma terra tão distante? Ele veio libertar pessoas. Como ele fez isso? Morrendo na cruz. Jesus fez a viagem dos mais altos céus para o mais profundo abismo por sua causa. Imagino Jesus dizendo: “Eu estou aqui com os meus braços abertos, não apenas hoje, mas sempre. Prefiro morrer pra que você viva”.
O que você vai fazer com Jesus? Ignorá-lo? Vai viver sua vida achando que Ele é apenas um personagem de um conto de fadas?
Alguns pensam: “Eu não acredito nesse Jesus. Ele é como o profeta Maomé, Buda ou Sócrates”. Amigo(a), se você perguntasse ao profeta Maomé, você é Alla? Ele cortaria a tua cabeça. Se perguntasse a Buda, você é o Brama? Ele riria de você. Se perguntasse a Sócrates, você é Zeus? Ele nem lhe responderia! Mas Jesus afirmou ser um com o pai. Ele disse: “Eu e o pai somos um. Quem me vê, vê ao pai”. Ninguém em toda a história declarou ser Deus!

Preste atenção nisso: Jesus foi lunático, porque achava que era Deus ou foi um grande mentiroso, por convencer seus seguidores que era Deus; ou, de fato, era quem dizia ser, o filho de Deus, que se tornou homem para salvar o homem dos seus pecados. Quem é Jesus pra você ?
Billy Graham disse certa vez: “Decidi confiar em Jesus, quando ainda era jovem, e crer que Ele é o filho de Deus. Resultado: Ele ele mudou minha vida”.
Natal significa que o céu desceu na terra.
Natal significa que Deus veio até nós, pois não poderíamos ir até Ele.
Natal significa um novo começo e esperança.
Natal significa o cumprimento de tudo o que foi profetizado no Antigo Testamento.
Natal significa um testemunho ao mundo: Jesus é a verdade, queira você ou não.

Edomm Hezrom

Como impactar a vida das pessoas à sua volta.

Seja feliz.

Uma pessoa sorridente impacta mais pessoas do que uma com “cara fechada”. Todos sabem disso, mas é incrível como há tanta gente fechada. Se você quiser impactar a vida das pessoas seja feliz. Um pouco de humor é aceito em todos os lugares. Um sorriso ainda mais. Ao encontrar alguém pela primeira vez, mostre um sorriso. Mostre que está feliz por fazer uma nova amizade.

Seja interessado.

Um dos grandes problemas em nossa sociedade é que todos querem ser interessantes. Se você quer ser interessante, em uma roda de amigos, por exemplo, deixará de ser interessado e assim as pessoas não o levarão na memória. Entretanto, quando se mostra interessado, as pessoas o levarão na memória.

Seja um bom ouvinte.

Quando não escutamos o que uma pessoa está falando e a interrompemos, estamos dizendo o seguinte: “Não estou nem aí para o que você está dizendo”. Interromper as pessoas enquanto elas falam é falta de consideração para com seus sentimentos. Deus lhe deu dois ouvidos e uma boca e ele quer que você os use na mesma proporção.

Seja gentil.

Certo dia um pastor foi comprar um sanduíche. O atendente demorou para devolver o troco mas o pastor manteve a calma. O pastor disse ao atendente: “Entendo que você está sozinho e hoje o movimento é maior. Não se preocupe, eu te entendo. Estou esperando”. Quando o pastor, finalmente, recebeu o troco, o atendente disse: “Me perdoe a demora. Muitas pessoas quando passam por isso reclamam e gritam comigo, mas o senhor foi diferente”. O pastor disse que era da igreja que ficava próxima a lanchonete. O rapaz disse: “Puxa pastor, os jovens de sua igreja, agem da mesma maneira que o senhor. Sempre que acontece isso, eles se mostram compreensíveis”. O pastor saiu da lanchonete satisfeito com o que ouviu. Podemos ganhar mais pessoas para Cristo se aprendermos como mostrar gentileza em vez de exigências e críticas.

Seja útil.

Recentemente comprei um acessório para o meu carro. A promessa da embalagem era fazer meu carro ter cheiro de morango. Quando entrei no carro e testei o acessório, percebi que ele não cabia no carro e que o cheiro era fraco. É frustrante comprar algo e depois descobrir que ele não é útil como você achava. Algumas pessoas entram em nossas vidas e achamos que poderemos contar com elas caso precisemos, mas descobrimos que elas nunca se oferecem para ajudar. Se quisermos impactar a vida das pessoas e ser o bom perfume de Cristo, temos que aprender a exalar o perfume de Cristo não apenas falando mas também oferecendo ajuda. Aprenda uma frase que todos amam ouvir, principalmente as mulheres quando estão na cozinha: “Como posso ajudar?”.

Seja você mesmo.

Ser você mesmo em um mundo que está constantemente tentando te fazer ser alguma coisa é uma grande realização. Sabia que Deus se alegra quando você é você mesmo? Não há ninguém no mundo igual a você. No entanto, o que muitas pessoas fazem é: elas tentam ser quem não são e por isso não conseguem se abrir para os outros. Você nunca irá impactar as pessoas se não for você mesmo. Pare de tentar ser quem você não é e comece hoje mesmo a mostrar o seu real eu. A verdadeira amizade nasce quando paramos de ser outra pessoa que não nós mesmos.

Edomm Hezrom

O que a Páscoa nos diz?

O pequeno Felipe, que nasceu com síndrome de Down, participava da sala de escola dominical com meninos e meninas na faixa de oito anos. Típico dessa idade, as crianças não aceitaram Filipe prontamente com suas diferenças. Contudo, devido a criatividade do professor, as crianças, aos poucos, começaram a se preocupar com o pequeno Filipe e tratá-lo como parte do grupo, ainda que não totalmente. No domingo depois da páscoa, o professou deu aos alunos recipientes de plástico no formato de ovos de páscoa, todos vazios. As crianças, naquele lindo dia de primavera, foram orientadas a saírem da sala para encontrar algo que simbolizasse a nova vida. Eles, então, voltariam para a sala de aula, contendo os símbolos da nova vida dentro do recipiente e, assim, compartilhariam um com o outro. Quando todos voltaram para a sala, contendo os recipientes com os símbolos da nova vida, todos os ovos foram colocados na mesa do professor. Cercado de crianças, o professor abria um por um, contendo coisas como borboleta, folha, flor, etc. As crianças diziam: “Uuuu, óooo…”. Então, um foi aberto e não havia nada dentro. Algumas crianças disseram: ” Mas que estupidez. Isso não é justo. Alguém não fez o dever!”. O Filipe disse: “Ah, esse é meu!”. Ei Filipe, você nunca faz nada certo, disse uma criança! Não tem nada lá Filipe. “Eu fiz sim”, insistiu Filipe. “Eu fiz sim. Está vazio. O túmulo estava vazio!” Houve um silêncio na sala. Filipe se tornou um membro de honra na sala.

Ele morreu, não muito tempo depois, de uma infecção que qualquer criança normal teria se recuperado. No seu funeral todos os alunos compareceram e deixaram, em cima do seu caixão, n ão flores, mas um recipiente vazio.

A páscoa nos diz que você pode colocar a verdade no túmulo, mas ela não ficará lá. Você pode pregá-la em uma cruz e depois a enrolar em um manto e até a calar. Mas ela não ficará lá. Ela irá ressuscitar!

A páscoa nos diz que até podemos sofrer na sexta, mas nosso domingo chegará.

A páscoa nos diz que somos o que somos por causa do cordeiro que foi morto e ao terceiro dia ressuscitou.

A páscoa nos diz que a vida tem sentido e que Deus é verdadeiro, porque Ele ressuscitou a Jesus Cristo.

A páscoa nos diz que nossas orações podem ser respondidas e que podemos contar com aquele que venceu a morte: Jesus!

Edomm Hezrom

O amor…não busca os seus interesses”
(1 Coríntios 13:5)

Há pessoas que são como o Sol. Elas acham que tudo tem de girar em torno delas. Nunca pensam nos interesses ou nas necessidades dos outros. O lema delas é: desde que eu esteja bem, dane-se o resto! Isso é a antítese do cristianismo. Jesus nos ensina a pensar, servir e ajudar o outro. O problema é que, por natureza, somos egoístas. Pensar no outro não é algo natural. Pense nas orações que você faz? Quem é a pessoa pelo qual você mais intercede? E, quem é mais importante para você? A resposta é: você mesmo! Isso é automático. Você não precisa fazer um esforço para lembrar de você mesmo. Quando você se levanta, pela manhã, já acorda pensando em si mesmo. Quando ora, ora pensando no que precisa. Muitas vezes, quando fazemos amizades, imaginamos o que essa amizade pode nos oferecer. Se ela ou ele não tem nada a oferecer, damos as costas. Não é essa a triste realidade que com frequência vemos na igreja?
Porém, o amor não apenas busca os seus interesses. Isso não quer dizer que temos que cancelar todos os nossos compromissos e viver para atender os outros. Significa que você não irá focar só no que precisa. Parafraseando as palavras de Paulo: “Uma pessoa amável achará tempo para cuidar de seus próprios interesses e também dos interesses dos outros”.

Edomm Hezrom

Reflexões sobre a pornografia 

Num seriado chamado “Friends”, Joey e Chandler ligam a televisão e descobrem que, por alguma razão, a companhia de TV a cabo está permitindo canais de filmes pornográficos de graça. Durante todo o episódio os dois ficam sentados na sala e nunca deixam a casa. Nunca se levantam do sofá. A televisão nunca é desligada e nunca conseguem assistir o bastante.

Para refletir sobre o assunto, decidi colocar algumas de minhas ideias sobre isso:

1 – A pornografia é perigosa porque ela sempre deixa você querendo mais. O desejo nunca dá o que promete.
2 – A pornografia é pura ilusão. Quem dentre nós, é capaz de manter um corpo sarado como os atores pornográficos? Ou, qual das mulheres, que precisam trabalhar o dia todo, cuidar de crianças, tomar conta da casa, é capaz de manter um corpo bronzeado como as atrizes pornográficas? O perigo dos filmes, revistas e fotos pornográficas, é que pessoas comparam seus parceiros com o que estão vendo nas fotos ou nos filmes. Isso, por sua vez, pode gerar insatisfação. Mas o mundo pornográfico não é real.
3 – Dizem os estudiosos que, a luta de um viciado em pornografia é a mesma luta que um viciado em cocaína tem. Alguns chegam a dizer que o vício na pornografia é ainda pior.
4 – Muitos conselheiros, ao lidarem com pessoas viciadas em pornografia, vão logo citando as Escrituras e dizem: “Ore mais”. Mas nem sempre isso resolve. Como dizia Larry Crabb, “a pornografia, muitas vezes, é o escape de uma pessoa que tem outros problemas. Tratar a ferida sem examinar a causa da ferida não resolve”. Talvez, por causa de uma angústia profissional ou nos relacionamentos, pessoas acham que a pornografia será um alívio, entretanto, descobrem que ela os deixa piores do que estavam.
5 – O ser humano não é um objeto. Porém, o que pornografia faz é isso, ela torna seres humanos em objetos, usando apenas para aliviar os impulsos sexuais. A pornografia desumaniza o homem.
6 – Orar e ler a Bíblia é sempre necessário. No entanto, no caso de uma pessoa viciada em pornografia, é necessário fazer um exame. Pode ser que uma frustração, solidão ou até mesmo depressão, tem levado essa pessoa a esse caminho.
7 – Aqueles que são casados, cometerão um erro fatal se acharem que a pornografia poderá “apimentar a relação”. Isso é um erro, pois aqueles que estão contracenando no filme são atores e prostitutas.

Edomm Hezrom

O que a tragédia em Santa Maria nos mostrou?

As tragédias revelam nossas debilidades. No caso do incêndio na boate Kiss, esse triste ocorrido nos mostrou verdades que muitas vezes só podem ser percebidas em situações como essas, por mais triste que isso possa parecer. Apesar de inúmeros casos de incêndios terem ocorrido no Brasil, continuamos insistindo nos moldes arcaicos de proteção. Em meio a sistemas falidos de fiscalização, vidas se perdem e mais dinheiro se ganha. Talvez alguns não considerem a vida tão importante assim. O fato é que essa tragédia nos mostrou coisas que não víamos até então. Ela nos mostrou:

1. A incompetência das autoridades, na questão da fiscalização;
2. Que há pessoas que valorizam mais o dinheiro do que a vida. (Há suspeitas de que os seguranças trancaram as portas, temendo que os clientes saíssem sem pagar.);
3. Que não foi culpa de Deus e sim dos donos do local, por não terem equipado o local como a lei manda;
4. Que a morte chega quando menos se espera;
5. Alguns brasileiros sensibilizados com o sofrimento de pessoas que eles nem mesmo conhecem, enquanto outros brasileiros faziam piadas pela internet;
6. Que há muitos teólogos e filósofos tolos, tentando dar respostas rápidas, para um assunto que não exige resposta e sim consolo;
7. Que a morte é amarga, cruel, imparcial;
8. Que a vida é trágica;
9. Que precisamos aprender o que é : “Chorai com os que choram”.

Edomm Hezrom

O que o tempo me disse.

Em uma tarde, quando o sol estava quase para se por, resolvi sair e dar uma volta, para respirar um ar fresco. Encontrei o tempo sentado e tomando água-de-coco e falei: “Oi tempo, jamais imaginei que um dia fosse encontrar você por aqui!” Ele me disse: “Pois é, a vida anda muito corrida e ninguém está querendo me contratar”. Eu disse: “Como assim?” O tempo disse: “Você sabe Edomm, muitos fazem convites como: você tem tempo para tomar um café? O que se ouve é: não, não tenho tempo! O fato é que ninguém anda querendo nada comigo. Ninguém tem tempo para nada. Estou desempregado! Estou falido!”.
Eu disse: “Olha tempo, vamos fazer o seguinte, eu quero te contratar. Prometo que à partir de hoje vou contratar os seus serviços. O que você pode fazer por mim?”. O tempo respondeu: “Ok, vamos lá, Edomm. Meu curriculum é extenso e acho que você vai gostar. Sou como uma espécie de ferramenta que cura coração partido. Já terminou com uma namorada? Só os meus serviços para te ajudar”. Eu disse: “Gostei disso tempo. O que mais?”. Ele continuou: “Bem, sabe aqueles problemas que você não vê solução? mas aí, de repente, eu entro na situação e dou um jeito?”. Eu disse: “Sim, eu sei. Já ouvi alguém dizer: dê tempo ao tempo!”. “Isso mesmo”, disse o tempo. “O que mais tempo, você pode fazer por mim?”. “Olha Edomm”, disse o tempo, “eu posso te ajudar a ser mais experiente e mais sábio”. “Tudo bem, tempo. Vamos começar agora mesmo, não posso perder você!”. “Edomm, sem querer me vangloriar, a Bíblia fala de mim: sabe né? ‘Há tempo para todas as coisas’. Eu sou mais valioso que o próprio dinheiro. Dinheiro, quando se perde, se ganha de novo. Já em relação a mim é diferente. Uma vez que você me perde, não pode me ganhar de novo! Se você me usar bem, vai gostar dos meus serviços”.

Esse pequeno “conto” que inventei está longe de ser perfeito e minucioso nos seus detalhes, mas tem uma lição importante: precisamos aprender a valorizar o tempo. Use o seu tempo de forma sábia!

Edomm Hezrom

Deus sempre tem algo novo pra você

O Senhor disse a Samuel: “Até quando você irá se entristecer por causa de Saul? Eu o rejeitei como rei de Israel. Encha um chifre com óleo e vá a Belém; eu o enviarei a Jessé. Escolhi um de seus filhos para ser rei”. (1 Samuel 16:1)

Esse texto é um daqueles textos poderosos que ajuda você olhar para frente, em busca de algo novo de Deus.
Veja por exemplo o caso de Samuel, que estava triste porque Deus havia rejeitado Saul como rei. Tudo bem, o rei Saul era amigo de Samuel, ele gostava dele, tinha uma amizade antiga, mas não era o homem que Deus queria como rei. Apesar de Deus  tê-lo rejeitado, Samuel, como um bebê chorão, continuava lamentando pelo que aconteceu no passado. A rejeição foi cruel, cortou o coração do profeta Samuel. Toda uma história de amizade, aconselhamento, repreensões e confraternizações chegava ao fim. A amizade foi boa enquanto durou, mas Deus tinha algo novo.
Frequentemente, trocamos o bom pelo melhor; isso é tolice. Deus nunca irá preparar o melhor no presente enquanto você não se desprender do bom do passado.
Para resumir o que quero dizer: não coloque um ponto de interrogação onde Deus colocou um ponto final. Deus tem algo novo para você.
Deixe o passado para trás. Ele nunca deve ser um clube, onde você frequenta, mas sim uma escola, onde você tira lições.

Edomm Hezrom

O princípio da separação – Aviso: Isso pode te chocar!

“Já lhes disse por carta que vocês não devem associar-se com pessoas imorais.Com isso não me refiro aos imorais deste mundo, nem aos avarentos, aos ladrões ou aos idólatras. Se assim fosse, vocês precisariam sair deste mundo. Mas agora estou lhes escrevendo que não devem associar-se com qualquer que, dizendo-se irmão, seja imoral, avarento, idólatra, caluniador, alcoólatra ou ladrão. Com tais pessoas vocês nem devem comer.” (1 Coríntios 5:9-11(

Eu estava numa mesa com dois amigos, conversando sobre Deus, Bíblia e pecado. Era uma conversa entre cristãos que creem que a Bíblia é a palavra de Deus. Durante nossa conversa, um deles deu a entender que não achava errado ter relações sexuais antes do casamento, pois havia lido algo que o Caio Fabio tinha publicado. De repente, para minha surpresa, enquanto meu amigo falava sobre sua visão liberal, ele foi interrompido por outro amigo meu que disse: olha, se você pensa desse jeito, não vou querer mais andar com você. O que estava expondo o ponto de vista disse: “Calma, apenas acho isso, mas não tenho certeza”. Conversamos com ele e mostramos qual era a vontade de Deus em relação ao sexo. Por fim, ele mudou de ideia, depois de uma longa discussão. Fiquei surpreso com a coragem do meu amigo em dizer: “Se você pensa assim , não vou mais andar com você”.
Ao ler o texto de I Cor 5:9-11, vemos que Paulo exorta os crentes a fazerem a mesma coisa que meu amigo disse . Se alguém diz ser “cristão” mas não vive de acordo com sua fé, não devemos ter comunhão com essa pessoa. Paulo está dizendo o seguinte: “Se você conhecer uma pessoa imoral, que não conhece a Cristo, sente com ele, se torne amigo dele. Se você conhecer um avarento, (pessoas que sempre querem ganhar mais dinheiro, não importando os meios) ou ladrão (que rouba usando violência), ou um idólatra, ( que adora outros deuses) , sente-se com essa pessoa, coma com ela, faça amizade. Ela não conhece a Cristo e exigir comportamento cristão de alguém que não é crente é tolice”. O princípio de separação que Paulo, inspirado por Deus, diz é: “Se você sabe que um “irmão” é beberão, imoral, avarento, maldizente, não tenha comunhão com essa pessoa”. Quando ele diz: “com o tal nem ainda comais”, se refere a ter comunhão. Pois na cultura da época, sentar na mesa e comer uma refeição era sinal de amizade e companheirismo.

O princípio pode parecer rígido, mas é o que a Bíblia ensina. A ideia de que temos que aceitar o outro é relativa. A ideia de que o amor é tudo o que importa é relativa. No mesmo capítulo 5 de I Cor, Paulo diz: “Tirem esse imoral da igreja”. (Falando de disciplina na igreja – leia o capítulo) O que alguns crentes pensam é: “Vamos todos nos aceitar e cada um faça o que quiser”. Mas isso é uma negação das Escrituras. Nossa comunhão com outros cristãos deve ter limites!

Precisamos ter coragem moral para fazer o que Paulo nos ensina no texto.

Edomm Hezrom

A amizade que Deus odeia.

“Infiéis, não sabeis que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.” (Tiago 4:4)

Há entre os adolescentes um grande desejo de ser amigo do coleguinha popular, do mais descolado da escola. Normalmente porque ele se veste diferente ou porque vive rodeado por vários amigos. Para os adolescentes, andar com colegas comuns não é tão interessante, não há status nisso. Percebe-se que muitos crentes, assim como os adolescentes que anseiam por estar com o amigo descolado, estão deixando Jesus de lado, porque ele, aparentemente, não é tão descolado, não é tão popular como o amiguinho “mundo”. O mundo, o colega descolado é encantador, é diferente. Veja as noites goianas, que emoção, bebida, dança, isso é vida, não é como a igreja, esse sistema que oprime as pessoas! Não é isso o que as pessoas pensam? Infelizmente alguns “crentes” também!

Para falar honestamente, Jesus de fato não tem beleza , não atrai como o mundo atrai. Como disse o profeta Isaías: “Ele não tinha qualquer beleza ou majestade que nos atraísse, nada em sua aparência para que o desejássemos”. (Isaías 53:2)

Porém, quando se conhece intimamente Jesus e o mundo, a conclusão é: Jesus me oferece vida com sentido. O mundo uma vida vazia. Ser amigo de Jesus é ser amigo de Deus. Ser amigo do mundo é ser inimigo de Deus.

Afinal, como se comporta alguém que é amigo do mundo, quais os sintomas dessa doença, desse câncer que está matando a espiritualidade de muitos jovens?

1. Alegria de estar em lugares como: boates, bares, carnaval, etc;
2. Vontade de comprar coisas com o fim de se aparecer;
3. Desejo de sempre se vestir de uma maneira “sex”;
4. Conversas tolas, piadas imorais;
5. Pouca vontade de orar, ler a Bíblia, estar com pessoas salvas;
6. Nenhum desejo de falar de Jesus para os amigos.

Guarde isso no seu coração: é melhor você viver em um inferno aqui no mundo e viver no céu depois, do que viver em um céu aqui na terra e depois viver no inferno para sempre. Interprete essa frase de acordo com suas próprias tentações…

Edomm Hezrom

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s